Conselho de Capelania (CAP)

Conselho de Capelania (CAP)

 

Art. 21. Compete ao Conselho de Capelania:

 

            I – Reunir-se para escolher, entre os membros Presidente, Vice-Presidente, o Secretário e o Relator;

            II – Organizar, planejar e orientar aos ministros e as Igrejas e/ou Ministérios afiliados, interessados em programas e projetos nas áreas hospitalar, carcerária, escolar, comunitária, empresarial, assistencial, militar e ambiental;

              III – Supervisionar a implantação de projetos existentes e que venham a existir de conformidade com o art. 71 do Estatuto;

              IV– Orientar, assistir e prestar assessoria, quando solicitado, a Igreja ou outra instituição afiliada interessada no âmbito CONFRADES;

               V – Quando for necessário, encaminhar aos órgãos ou instituições públicas, políticas e congêneres, projetos de Capelania do interesse da CONFRADES, e promover entrosamento com os mesmos;

               VI – Promover conferências, simpósios e reuniões para discussão e orientação concernente a Capelania;

             VII – Divulgar a palavra de Deus conforme os princípios básicos da Bíblia Sagrada nas penitenciárias, hospitais, escolas, e instituições de ação social;

                             VIII – Avaliar o currículo e nomear candidato a Capelão, o ministro que tenha sua capacitação em Capelania;

               IX – Criar imediatamente os Grupos de Visitação sistemática as famílias em seus lares dos Ministros e Obreiros que integram a CONFRADES, dando assistência em conjunto com as integrantes da UNEMADES e os demais.

                X – Prestar relatório à Assembleia Geral da CONFRADES.

Parágrafo Único. Além do estabelecido neste artigo, constarão em Portaria própria, as outras atividades do Conselho de Capelania.

 

Facebook Comments